"There's no there, there". (W. Gibson. Mona Lisa Overdrive)
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

SIMULACROS DE INTELECTUAIS


Revendo alguns dos confusos discursos da presidente, passei a refletir sobre  o quanto é fácil as pessoas se deixarem enganar pela falsa competência alheia. Principalmente quando esse "alheio" tem pretensões políticas. E não me refiro aqui apenas à presidente. Alguns  desses  indivíduos vendem uma falsa imagem de competência intelectual e de conhecimento adquirido, mas são, na verdade, um grande engodo. Não é difícil identificar esse tipo de personagem, embora  eles saibam muito bem mascarar suas falhas, mostrando-se por vezes simpáticos e solícitos. Empatia e solicitude ajudam muito a mascarar severas falhas  intelectuais e de caráter. Tais pessoas possuem apenas um pequeno verniz de cultura e conhecimento, mas aparecem para o público como grandes intelectuais. No entanto, sua formação cultural (no sentido clássico), e, em alguns casos, jurídica são rasas como um pires. Não distinguem um Monet ou um Rembrandt de uma pintura rupestre; desconhecem qualquer peça de Bach, Mozart ou Wagner e jamais abriram Dostoiévski, Camus, Proust ou o nosso mestre Graciliano. Quando se aventuram pelo direito, alguns desses simulacros de intelectuais  que almejam cargos públicos nada fazem senão reproduzir conceitos ultrapassados, vendendo-os como grande novidade aos incautos. Poucos ostentam títulos acadêmicos (que apenas interessam à academia, por óbvio), desmerecendo-os por não os terem, ou inventando-os quando lhes convém. Quinze minutos de conversa com tais indivíduos e facilmente se pode identificar o quão frágeis são as suas bases intelectuais. Mas, como diria Baudrillard, vivemos na sociedade do simulacro. E ficamos com esses simulacros de intelectuais, entregando-lhes os destinos das nossas instituições, deixando-nos enganar por sua  suposta simpatia. Uma simpatia tão falsa quanto o conhecimento que dizem possuir.