"There's no there, there". (W. Gibson. Mona Lisa Overdrive)
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

sábado, 30 de julho de 2011

IMITANDO A NATUREZA


  
"It is a profound and necessary truth that the deep things in science are not found because they are useful; they are found because it was possible to find them."
Robert Oppenheimer

Estou completamente tomado pelos afazeres da minha tese e só voltarei a postar após concluir todo o trabalho. Para relaxar, contudo, não posso deixar de publicar essa sequência de vídeos do SMARTBIRD. Inicialmente, vi o vídeo no site TechTudo e, como todo bom curioso, busquei mais informações. Trata-se de um impressionante pássaro robô projetado pela empresa alemã FESTO CORPORATE. O pássaro voa de verdade e é capaz de fazê-lo sozinho ou com a ajuda de um controle remoto. É impressionante como a tecnologia, ao tentar imitar a natureza, é capaz de nos surpreender (a mim, pelo menos). Mais impressionante, ainda, é saber que a natureza faz isso há pelo menos 145 milhões de  anos: o archaeopteryx, do período Jurássico Superior, é o primeiro registro fóssil de uma ave de que se tem notícia. Infelizmente,  a natureza, em sua complexidade, já não nos surpreende mais (mas continua a me surpreender). Talvez por isso não a respeitemos... A frase de Oppenheimer, acima, deixa claro que a ciência e a teconologia são neutras. O problema está em saber o que faremos com elas.

Vejam abaixo os vídeos e a brochura com detalhes do projeto. Acrescentei um vídeo com águas-vivas robôs (acquajellys), também um projeto da FESTO CORPORATE.











Brosch SmartBird en 8s RZ 300311 Lo